Visão geral

De forma simples de entender, a cirurgia fetal é o conjunto de procedimentos médico-cirúrgicos realizados antes do nascimento, enquanto o bebê ainda se encontra no útero da mãe.

Essa realidade é fruto da evolução da cirurgia pediátrica. Com o advento de algumas técnicas cirúrgicas mais modernas e estudos mais avançados a cirurgia fetal acabou se transformando em uma via cada vez mais comum, inclusive no Brasil aonde já se encontram algumas equipes com capacidade de oferecer diagnósticos seguros e avaliar os quadros aonde a cirurgia fetal pode ser aplicada.

Sobre o momento ideal dos procedimentos

O mais importante saber é que assim como outras resoluções que a medicina oferece, a fetal também tem seu tempo de maior efetividade. Isso significa que cada procedimento poderá ter maior ou menor resultado se realizado no seu momento ideal. 

Por isso os exames pré-natais feitos por médicos capacitados é tão importante.  

 

OPINIÃO DE MÉDICO

Quais os riscos envolvidos?

Toda cirurgia fetal oferece seu grau de risco, tanto para o bebê como para a continuidade da gestação. Por isso é necessário uma avaliação minuciosa. Isso serve para se entender se os benefícios são maiores que os riscos


Nosso site concorda com o nosso amigo doutor e entenda por que.

Essa relação colocada acima pode parecer fria, mas é preciso saber que os objetivos da cirurgia fetal são abrangentes. Muitas vezes não é possível a correção completa de um determinado problema, mas talvez seja possível aumentar de forma significativa a sobrevivência do bebê para que em um segundo momento possa ser submetido a outra cirurgia posteriormente e a partir daí se corrigir definitivamente. 

Outros objetivos muito valiosos também podem ser alcançados, inclusive diminuir de forma muito importante as sequelas que viriam aparecer caso não se tivessem feito a abordagem pré-natal.

Um excelente exemplo é a história do tratamento da mielomeningocele, doença que surge a partir de um momento da gestação o fechamento da parte mais baixa do tubo neural (dentro da coluna do feto) não ocorre de forma completa, deixando parte da medula exposta.

Nos Estados Unidos, graças ao excelente nível da sua medicina, um grupo provou não só ser possível corrigir o problema antes do nascimento, mas também DOBRAR as chances do bebê futuramente andar. Assim com esse exemplo, outros estudos mostram vários ganhos oriundos desse tipo de intervenção.

Quais doenças podem ser tratadas?

  • Anemia fetal
  • Brida amniótica
  • Derrame pleural fetal
  • Hérnia diafragmática congênita
  • Malformação Adenomatóide Cística
  • Malformações cardíacas
  • Massas ou Tumores Cervicais
  • Mielomeningocele
  • Restrição de Crescimento Seletiva
  • Sequência TRAP
  • Sequestro Pulmonar
  • Síndrome da Transfusão Feto-Fetal
  • Teratoma Sacrococcígeo
  • Válvula de Uretra Posterior